www.cpa10gratis.com

16 de jan de 2011

Giro x Retorno

Pouquíssimos investidores conseguem bater os índices de referências em ações (Ex. IBOVESPA, DowJones, etc). Os que conseguem estão dentro do padrão normal de distribuição estatística. Em uma compação grosseira: se você jogar uma moeda (equilibrada) para cima dez vezes, dificilmente você conseguirá obter 10 caras ou 10 coroas, mas se mil pessoas fizerem as mesmas jogadas, provavelmente uma conseguirá obter 10 caras ou 10 coroas. Assim, temos milhares de investidores individuais, a grande maioria perderá para o Ibovespa e um pequeno percentual por obra do acaso (lê-se sorte) conseguirão superar o índice de referência.

O que não consigo entender nisso tudo é como pessoas bem formadas, referências em suas áreas profissionais, caem nas armadilhas do "Giro da Carteira". Estratégias traçadas por corretoras de ações tentam passar para o investidor comum a idéia de que ele pode enriquecer em pouco tempo na bolsa, e que para isso precisa girar a carteira seguindo as dicas especiais da corretora e dos agentes autônomos de investimento. Resultado para o investidor: grande frequência de compra e venda de ações, altos custos de corretagem, emolumentos e impostos, riscos desnecessários e retorno inferior aos índices de benchmark (Ibovespa). Resultado para a Corretora e Agentes Autônomos de Investimento: Grande volume de Corretagem e Lucro.

Nas minhas apresentações quando falo que operações ativas trazem retornos inferiores a operações passivas (ex. Investir em um ETF) quase sou linchado pela platéia. Sei que ninguém gosta de ver os seus sonhos destruídos, é natural do ser humano querer acreditar no que é mais conveniente para si, mas afirmo que é melhor se decepcionar agora do que depois de perder dinheiro.

Para corroborar com as idéias que estou expondo colocarei uma série de estudos acadêmicos que demonstram isso:

O primeiro é um artigo publicado no "THE JOURNAL OF FINANCE", publicação de referência na área de finanças, em que os autores analisaram as operarações  de 66.465 clientes de uma corretora americana durante 6 anos e chegaram a conclusão de quanto mais trade os investidores fizeram, menores foram os seus retornos.


Estudo acadêmico que mostra que quanto maior o giro da carteira de ações, menor tende a ser o retorno do investimento:
http://faculty.haas.berkeley.edu/odean/Papers%20current%20versions/Individual_Investor_Performance_Final.pdf



Trading Is Hazardous to Your Wealth:

The Common Stock Investment Performance

of Individual Investors
BRAD M. BARBER and TERRANCE ODEAN


ABSTRACT

Individual investors who hold common stocks directly pay a tremendous performance
penalty for active trading. Of 66,465 households with accounts at a large
discount broker during 1991 to 1996, those that trade most earn an annual return
of 11.4 percent, while the market returns 17.9 percent. The average household
earns an annual return of 16.4 percent, tilts its common stock investment toward
high-beta, small, value stocks, and turns over 75 percent of its portfolio annually.
Overconfidence can explain high trading levels and the resulting poor performance
of individual investors. Our central message is that trading is hazardous to your
wealth.

Um comentário:

Anônimo disse...

Talvez o motivo seja o mesmo que faz com que os mesmos profissionais graduados deixem até suas cuecas em uma mesa de jogo. A ciência econômica é muito pretensiosa quando classifica todos os indivíduos como racionais.