www.cpa10gratis.com

23 de nov de 2010

Algumas considerações sobre a democratização do ensino superior


         

A democratização do ensino superior já é uma realidade no Brasil, o maior problema do processo é o brutal decréscimo na qualidade das instituições de ensino, que ocorreu com o intituito de reduzir custos e popularizar o acesso.

O Prouni, programa em que instituições de ensino trocam pagamentos de impostos por bolsas de estudo para pessoas incapazes de pagar pela mensalidade da faculdade é um dos grandes responsáveis por essa popularização, em pouco tempo o Prouni conseguiu ultrapassar as universidades federais em número de vagas oferecidas.

Um dos grandes problemas das instituições de ensino e dos potenciais alunos é a assimetria das informações, os futuros universitários não sabem diferenciar as boas e as más instituições, então para as faculdades passa a não valer a pena ser uma boa instituição uma vez que a diferença é quase imperceptível e isso implica em custos mais elevados, assim o resultado é uma tendência a mediocridade. 

Como resolver o problema? Através da utilização e divulgação de critérios objetivos de mensuração do ensino. O antigo provão do ministro de FHC Paulo Renato durou apenas o tempo necessário para que o lobby das universidades "populares" o derrubassem. O Enade é tão superficial que gastar tempo discutindo o seu formato é inócuo. Uma idéia razoável seria conjugar o desempenho das instituições de ensino ao número de vagas oferecidas no Prouni, ou até mesmo remunerar melhor as instituições com desempenho superior, dessa forma se criaria incentivos para a melhoria do ensino nessas instituições, complementando o dueto dos economistas Incentivos-Punições, poderia-se punir com menos vagas (ou mesmo ausência de vagas) e menor remuneração as instituições com resultados pífios.

Existe lugar para instituições de ensino de qualidade? Na minha opinião existe mercado para todos, um exemplo disso é a FGV e o IBMEC, instiuições de ponta, reconhecidas pela sociedade e que cobram mensalidades proporcionais a qualidade oferecida, mas para surgirem novas instituições que prezam pela qualidade o governo precisa fornecer os recursos básicos para que elas prosperem,  caso contrário a qualidade do nosso ensino continuará a cair.

Lembro que não é através de uma legião de semi-analfabetos egressos do ensino superior que o Brasil atingirá o status de país desenvolvido.

* Palavras de um professor que em quase 10 anos de sala de aula viu o a qualidade do ensino despencar!

Nenhum comentário: