www.cpa10gratis.com

9 de set de 2010

Custo do segundo automóvel da família

Num país como o Brasil, em que as grandes capitais são violentas e o transporte público é de péssima qualidade, não se discute a aquisição de um automóvel, mas será que uma família precisa mesmo de um segundo automóvel? Tirei da minha caixa de ferramentas de economista alguns instrumentos de análise de projetos como depreciação, valor residual, custo de capital e custo de manutenção para estimar qual é o custo do segundo carro e avaliar se é mais barato andar de taxi.

Fiz um cálculo rápido e genérico para estimar o custo do segundo
carro em uma família, esses cálculos podem ser adaptados para valores e realidades diferentes:

*** Caso não esteja interessado na análise você pode ir direto para o final
Depreciação:

Os automóveis depreciam pelo menos 20% em um período de 2 anos, assim,
se você comprar um carro "popular" zero Km, em um período de 2 anos
perderá 20% do valor dele: se o carro custou R$ 36.000,00, preço de um
carro básico com alguns acessórios essenciais para as grandes cidades
como ar condicionado e direção hidráulica, ao vender seu carro terá
perdido aproximadamente R$ 7.200,00, ou R$ 600,00 por mês de uso.
Lembrando que caso o proprietário "entregue" o automóvel na
concessionária para comprar outro, terá um preço bem menor, nessa
análise estamos dispensando os custos de venda (corretagem,
transferência, etc).

Custo do Capital:

Supondo que o cidadão comprou o automóvel à vista, que é a melhor das
opções, porém não é a mais comum já que a maioria financia pelo menos
parte do automóvel, temos que se o dinheiro tivesse aplicado num
produto financeiro sem risco, teria uma taxa real líquida de pelo
menos 10% ao longo do período de 2 anos, o que totalizaria R$
3.600,00, ou R$ 300,00 por mês de uso. Lembramos que para quem
financia a situação é bem pior, e não esqueça que Juro Zero é primo do
Papai Noel!

Seguro:

Os seguros dos automóveis populares são proporcionalmente mais altos,
por causa da quantidade de roubos, variando entre 5% e 10 % do valor
do veículo (fonte: http://www.carrosnaweb.com.br/seguro.asp),
estimamos o valor para a simulação em 6,6% do valor do automóvel, que
é uma estimativa conservadora e chegamos ao cálculo de R$ 200,00 por
mês de gastos com seguro.

Manutenção:

Supondo que ao longo de dois anos, o segundo automóvel teve uma baixa
quilometragem, não teve nenhum acidente, e realizou apenas revisões
normais de fábrica (que inclui troca de óleo, etc), temos que o custo
mensal foi de aproximadamente R$ 100,00 (total = R$ 1.200,00).
-----------------------
TOTAL =
Saímos portanto de um custo médio mensal de R$ 1.200,00 / mês

Afinal, segundo carro ou taxi?


Consideramos a análise conservadora, pois outras variáveis podem estar
envolvidas, como aluguel de garagens, pequenos acidentes (arranhões,
faróis quebrados) e estas não foram consideradas.
A decisão de comprar o segundo carro da família é muito particular,
casais que trabalham se deslocando ao longo do dia em seus respectivos
trabalhos não podem se dar ao luxo de possuir apenas um automóvel, no
entanto para a maioria dos casais em que pelo menos um dos cônjuges
cumpre uma jornada de trabalho tradicional, muitas vezes em um local
relativamente próximo de casa e com a possibilidade de conseguir
algumas "caronas" ao longo do percurso, andar de TAXI pode ser uma
opção mais econômica:
Taxi: O custo por Km rodado (Saiba o valor da corrida clicando aqui) é em média R$ 2,00 maior do que o custo com combustível em veículo próprio, dessa forma para quem "roda" até
600 km/ mês ou aproximadamente 27 Km por dia útil, é mais econômico
andar de Taxi.

Nenhum comentário: