www.cpa10gratis.com

23 de set de 2010

Análise Técnica - Não Use!



Existem duas grandes correntes para determinação de investimentos em ações: Análise Técnica ou Gráfica e Análise Fundamentalista. A análise técnica consiste apenas em analisar o gráfico de preço da
ação, deixando para trás informações do Balanço da Empresa como faturamento, evolução do lucro, patrimônio, etc. Os grafistas se debruçam sobre os gráficos e procuram padrões, o interessante é que cada um escolhe a escala de tempo que lhe for mais conveniente (1 min, 5 min, diária,...) e acabam enxergando figuras diferentes para a mesma ação, algo como duas pessoas olhando para o céu e procurando padrões nos desenhos das nuvens, enquanto um visualiza um cachorro outro está vendo um carro na mesma nuvem.



Os grafistas tentam tratar a análise técnica como ciência dizendo que surgiu a "200 mil" anos no Japão, quando os "operadores" do mercado de peixe utilizavam Candlestick para suas operações e essa técnica foi redescoberta por um operador de Wall Street e caiu como uma luva para seus investimentos e por aí continua...a verdade é que as técnicas gráficas não são legitimadas no meio acadêmico, ou seja, não são apresentadas nos congressos de finanças, não rendem prêmios acadêmicos, são algo parecido com homeopatia ou medicina chinesa para a medicina tradicional, tem gente que usa, mas não tem comprovação, e talvez sofra do mesmo problema, o efeito placebo.



A análise técnica tem sido mais difundida para os Homebrokers, investidores que operam de casa, por um motivo trivial: é superficial. Em um cursinho de final de semana os novos investidores (estudantes secundaristas, aposentados, etc) são induzidos a pensar que são superoperadores e que aprenderam uma técnica "ímpar", justamente o "pulo do gato" que o palestrante mal intencionado deixou para os últimos cinco minutos de aula. A verdade é que além de ser refutada pela academia, no mundo real a análise técnica não é levada a sério pelos grandes investidores, que constituem equipes de profissionais qualificados muito bem pagas e gastam rios de dinheiro com pesquisas macroeconômicas. Olhando para os grandes investidores, NÃO vamos achar NENHUM grafista no meio, o maior de todos, um dos homens mais ricos do mundo, Warren Buffet é um investidor ortodoxo assumido, seguindo desde muito jovem o livro fundamentalista do professor Benjamin Graham intitulado "O investidor Inteligente", e se por acaso acharmos um grafista rico (Ex. Alexander Elder), com certeza ganhou dinheiro com cursos e livros para leigos desavisados e não no mercado de capitais.




No entanto, se você foi da Amway, vende Herbalife, distribui correntes e acha que existe FREE LUNCH, faça um cursinho no sábado que vem e fique milionário!



Caso opte por seguir a linha fundamentalista você vai precisar de muitos anos de estudo para ser um operador razoável, ter uma boa base de macroeconomia, conhecer estatística, modelos de finanças (CAPM, APT, ...), psicologia de mercado e muito autocontrole, e ainda assim poderá ter um desempenho tão bom quanto um macaco atirando dardos num alvo com os nomes das ações que compõe o IBOVESPA, é isso que prega a teoria do RANDOM WALK, ou passeio aleatório,  mas ainda assim valerá a pena, pois o operador terá disciplina e preparo para caminhar nos momentos mais adversos, que acontecem de tempos e tempos e diferenciam os bons dos maus operadores.

"No pain, no gain"

Nenhum comentário: