www.cpa10gratis.com

8 de out de 2010

ETF´s: Melhor que os fundos de investimento em ações


 ETF – Uma alternativa aos fundos de Investimento em ações

Investir em fundos de investimento em ações tem suas vantagens e
desvantagens, por um lado existe a tranqüilidade de ter um gestor
profissional cuidando de suas ações por outro o custo elevadíssimo da
taxa de administração e os pagamentos de Imposto de Renda, o popular
come-cotas que incide periodicamente sobre os fundos.

O que surpreende é que grande parte dos fundos de investimentos em
renda variável são passivos, isto é, mantém uma carteira fixa,
tentando replicar um índice como o IBOVESPA, IBRX-50, um setor
específico, ou até mesmo uma ação como Petrobrás ou Vale, nesses casos
o valor cobrado pelos gestores não faz jus ao seu trabalho.

Sabemos que além de ser um trabalho fácil de fazer, replicar um índice de ações diminui o risco da carteira de ações, o grande problema é que usar como referência um índice com 50 ações
diferentes é praticamente impossível para o pequeno investidor,
imagine quanto dinheiro ele teria que ter para comprar todas essas ações nas
devidas proporções e ainda, quanto gastaria de taxa de corretagem.
Então a solução é mesmo investir em fundos de investimento e pagar a
salgada taxa de administração, que como sabemos incide no patrimônio e
não nos rendimentos?

Não, existe uma alternativa, os ETFs!

O que são ETFs:

ETF é a abreviação de Exchange Trade Fund, que é uma unidade
negociável na Bolsa de Valores como se fosse uma ação, mas que reune
um número variável de ações.Cada ETF se propõe a representar
determinado índice de ações ou um segmento setorial de ações, ou ainda
ações de determinados países. (Wikipedia)

Resumindo, ETF são fundos de investimento com taxas de administração
baixíssimas, (diria até ínfimas em relação as cobradas pelos fundos
geridos por bancos e corretoras) cujos papéis são negociados em bolsa
como se fossem ações, assim quando o investidor investe em um papel de
ETF ele tem o poder da diversificação de um fundo de investimento mas
por um custo baixíssimo, composto por uma pequena taxa de
administração e a corretagem cobrada por investimentos em ações.
Apesar de ainda não serem muito popular no Brasil, os ETFs são uma
febre lá fora, nos EUA existem mais de 900 ETFs negociados em Bolsa,
com um patrimônio próximo de US$ 800 Bilhões!
Atualmente vários gestores internacionais estão implantando ETFs no
Brasil, sendo que o mais tradicional e também com maior liquidez é o PIBB ou PIBB11.

PIBB 11

Em 2004, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social –
BNDES, através de uma iniciativa pioneira no Brasil, lançou o PIBB –
Fundo de Índice Brasil-50 – Brasil Tracker, um fundo de investimento
em ações que tem por objetivo refletir, com a maior fidelidade
possível, o desempenho de um dos principais índices de referência para
o mercado de ações brasileiro, o IBrX 50.

IBrX -50

O IBrX-50 é um índice que mede o retorno total de uma carteira teórica
composta por 50 ações selecionadas entre as mais negociadas na BOVESPA
em termos de liquidez, ponderadas na carteira pelo valor de mercado
das ações disponíveis à negociação.
Ações Elegíveis para o Índice
O índice IBrX-50 é composto pelos 50 papéis mais líquidos da BOVESPA,
escolhidos de acordo com os critérios de inclusão descritos abaixo.
Critérios de Inclusão de Ações no Índice
Integram a carteira do IBrX-50 as ações que atendem cumulativamente
aos critérios a seguir:
a) ser uma das 50 ações com maior índice de negociabilidade apurados
nos doze meses
anteriores à reavaliação;
b) ter sido negociada em pelo menos 80% dos pregões ocorridos nos doze
meses anteriores à
formação da carteira.
Cumpre ressaltar que companhias que estejam sob regime de recuperação
judicial, processo
falimentar, situação especial, ou ainda que tenham sofrido ou estejam
sob prolongado período de
suspensão de negociação não integrarão o IBrX-50.

Para quem é recomendado:

Para todos que querem investir em ações: Menos arriscado que investir
em papéis individuais e bem mais barato do que os fundos de
investimento, cuja taxa de administração anual é em média 40 vezes
maior que a do PIBB11.

Como Investir?

O investimento é similar ao de quem compra uma ação, uma vez
cadastrado em uma corretora, através do Homebroker basta colocar o
código PIBB11, verificar a cotação e comprar durante o pregão. Na
venda o cálculo do IR é o mesmo do utilizado nas operações com ações.
O PIBB11 consegue realmente obter a rentabilidade do IBrX-50?
Não só vem conseguindo, como até tem superado a rentabilidade, no
geral, a rentabilidade acumulada do PIBB11 é superior ao IBrX-50,
referência que raríssimos (não poquíssimos) fundos conseguem obter,
sejam eles passivos ou ativos. Sugestão: Resgate o dinheiro do fundo
de investimento em ações e coloque o mais rápido possível em papéis do
PIBB11.
Rating*: $$$$$
* Mínimo = $ e Máximo = $$$$$


Rendimento PIBB X IBrX 50
 

Nenhum comentário: