www.cpa10gratis.com

29 de mai de 2007

Cigarro e Elasticidade

Trecho de Notícia publicada no Infomoney:


Perfil da demanda explica aumento dos gastos com cigarro desde 2004

Aceitando qualquer preço
Muito embora possa parecer estranho para muitos o fato dos gastos com
cigarros superarem os dispêndios com arroz e feijão, a teoria
econômica apresenta uma explicação bastante intuitiva para este
fenômeno.

A demanda por produtos como o cigarro, que causam dependência nos
indivíduos, é bastante inelástica a preço. Dito de outra forma, é como
se os consumidores demandassem a mesma quantidade de cigarro
independentemente de aumento dos preços, dada sua dependência pelo
produto. Não há sensibilidade da demanda a alterações nos preços de
produtos que causam vício.

Com isso, aumentos de preços nestes bens desencadeiam um maior gasto
total (preço x quantidade) no item cigarros, pois a quantidade
permanece a mesma ou muito parecida. Em outros exemplos de bens, a
demanda é bastante sensível a alterações nos preços, de modo que um
aumento no valor dos produtos representa uma redução da quantidade
demandada.

Notícia Completa em:
http://www2.uol.com.br/infopessoal/noticias/_HOME_TOP_716181.shtml

Resumo da Notícia:

A elasticidade da demanda mede a sensibilidade dos consumidores aos
aumentos dos preços. Um bem elástico tem como característica forte
reação da demanda às alterações dos preços, ou seja, o preço aumenta
um pouquinho e a quantidade demanda cai bastante. Já os bens
inelásticos são insensíveis às alterações dos preços, este é o caso do
cigarro, o preço vem aumentando acima da inflação desde 2004, mas a
demanda não está caindo, o vício faz com que os consumidores de
cigarrro sejam insensíveis ao aumentos dos preços. Bom para a
Indústria do Cigarro.

Um filme interessante sobre a manipulação do mercado pelas empresas de
cigarro é "Obrigado por fumar" de 2006. Não deixe de ver!




Ouça aqui o PODCAST desse post! Para salvar o arquivo em MP3 - Clique com o botão direito e depois em "salvar como".

Um comentário:

Luis Manoel Siqueira disse...

Muito interessante a noticia, Antonio. Deve acontecer o mesmo fenômeno para outros produtos culturalmente ligados ao povo brasileiro. Seria interessante estudar o assunto.
Parabéns pelo excelente nivel do seu blog !