www.cpa10gratis.com

15 de abr de 2009

Dá para viver de bolsa? Trabalhar em casa no Homebroker?


















Sempre me perguntam: Dá para viver de bolsa?
Resposta: NÃO

Se quiser viver de bolsa vá ser analista, corretor, ... mas viver de lucros de bolsa não é racional, pelo menos para quem tem menos do que alguns milhões, além de ser quase impossível.

Bolsa é para colocar dinheiro. Não concordo com a idéia de viver de bolsa.

Imagine um cara que ganha consistentemente (sem nunca perder) a incrível taxa de 3% ao mês (Warren Buffet, o homem mais rico do mundo não consegue nem metade dessa taxa!) com operações na bolsa, esse mesmo cara começou com 100 Mil, e ele tira todo o lucro para se manter, ou seja meros 3 mil por mês, apesar da excelente taxa nas operações.

Daqui a 20 anos ele terá....os mesmos 100 mil.

Bem, se ele tivesse reinvestindo esse dinheiro ao longo do tempo ele teria mais de 100 MILHÕES após 20 anos.

5 comentários:

Anônimo disse...

Eu opero na bolsa desde 2007 com resultados positivos desde então e devo destacar que vc simplificou demais sua análise e esqueceu de dizer que os 100 mil que coloquei em algum ativo e daqui a 20 anos o ativo não valorizou nada ?!?! Isso não existe é claro que trabalhei em trades para ganhar com os altos e baixos do ativo, troca de ativos e etc e 20 anos depois eu com certeza terei mais que os 100 mil iniciais !!

Antônio A. Amorim Neto disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Antônio A. Amorim Neto disse...

Se você "comer" seus ganhos você não estará valorizando o seu portfólio de ações, como economista aprendi que as pessoas tem necessidades(ilimitadas) e precisam gastar dinheiro(recurso limitado) para satisfazê-las, logo quem deixa de trabalhar para apenas gerenciar seus investimentos precisará gastar uma parte dos lucros (ou prejuízos, hic!)obtidos na bolsa. Indo mais adiante alguns estudos mostram que um macaco atirando dardos num alvo recheado de códigos de ações montam carteiras tão eficientes quanto a média dos gestores profissionais de Wall Street, estudos mostram ainda que quanto mais as pessoas "operam", ou seja, compram e vendem ações, menor é o seu retorno (e maior é o da corretora!), logo meu conselho é: crie uma carteira de ações e reavalie periodicamente, de preferência nos finais de semana para não atrapalhar suas atividades profissionais, e TRABALHE!

Anônimo disse...

O mais irônico é que o texto quase me convenceu, porém, lembrei que vivo da bolsa há 5 anos. E vivo bem, com ganhos ascendentes, graças ao juro composto (position size é 80% da coisa!). Sinceramente, ficaria muito triste se as sociedades anônimas fossem extintas, pois eu teria que ganhar salário de novo, o que pra mim não é bom.

Acho que o autor deveria reformular suas idéias, dizer: "não consigo" ou "não sei" ou "não tenho capacidade" para viver da bolsa. Só porque você não consegue, ou acha que não dá, não quer dizer que não seja possível. Se fosse assim, hoje eu passaria fome, pois não trabalho há 5 anos.

Se o cara gosta de trabalhar, bom pra ele. Pra mim trabalho cansa, e somado às noites de sono, leva embora 2/3 da vida das pessoas. Caso o indivíduo tenha trabalhado 60 anos, pode-se dizer que só viveu 20.

A grande maioria das pessoas que operam na bolsa, perde dinheiro e sai, e os poucos que sobrevivem, ganham muito dinheiro. As dicas que eu dou pra quem quiser tentar é: não dê ouvidos à dicas dos outros, não opere períodos curtos e curtíssimos, faça seus estudos, testes e análises sozinho, e não tente ganhar todos os dias, perder faz parte de todo negócio, seja um super-mercado, uma floricultura, padaria, etc. E claro, os três aspectos mais importantes: disciplina, disciplina e disciplina!

Há 5 anos, quem me viu largar um emprego decente pra operar na bolsa, disse que eu era maluco e logo iria voltar correndo. Cinco anos depois, essas mesmas pessoas continuam trabalhando por salário, com seus 13ºs e outras palhaçadas, e eu estou aqui passando 3 meses nas praias brancas de Cabo Frio, e em abril embarco na baixa temporada para Itália, cidades vazias e tranquilas pra curtir. Aí pergunto, trabalhar pra que? Ganhar esmola?

Antônio A. Amorim Neto disse...

Prezado Anônimo,

Já vi várias pessoas falarem isso. Falar é fácil, difícil é comprovar! Já vivi essa discussão dezenas de vezes, e toda vez que chego mais perto, examino a rentabilidade com uma lupa, vejo que tudo não passava de auto-engano. Viver de Bolsa é um mito! Muitos dos que dizem viver de bolsa, realmente vivem, mas os lucros vem dos cursos e das corretagens geradas.